6 de agosto de 2009

Filando letras - poesia de Marcos de Andrade

FILANDO LETRAS



* Marcos de Andrade




To andando por ai
Feito vento que sopra
Colhendo vivencias
Ouvindo cantigas
Filando palavras
E bebendo sonhos.




To sedento de letras
De versos risonhos
De copos e sonhos
Nos bailes bibliotecários
Que fazem os boêmios literatos.




Eu como do mesmo prato
Que alimenta o poeta
Da mesma fatia
Do bolo do causo, da prosa,
Do verso de rua.




Sedento
Mato a sede na poesia
Faminto
Como romances de aventura
A sobremesa
É o livro infantil.
Eu sou gaúcho
Sou um fila palavra
Eu sou mais Brasil.





* Marcos de Andrade é autor dessa Editora. Participou da I Coletânea Scriptus - Um Balaio de Idéias, é um dos 15 autores da II Coletânea Scriptus - A Livre Escrita e irá publicar em breve o livro Meleca, a bruxinha sapeca.

<== CLIQUE AQUI PARA VIZUALIZAR O PERFIL COMPLETO DE MARCOS DE ANDRADE==>


Bookmark and Share

Um comentário:

Sissym disse...

Como eu adoro poesias... ahhh ... escrevo porque adoro estímulos... Resolvi agradecer "poeticamente" seu comentário no Masquerade. Eu fiquei feliz e tambem honrada.
Contudo, eu me sinto na obrigação, mesmo me expondo, de contar o que acontece, porque mudanças só poderão acontecer para o prol de outras vítimas quando a gente tem a coragem de apontar o certo e o errado neste país.
Tentei me cadastrar para receber as novidades postadas, mas não consegui. É bom informá-los. Depois tentarei novamente.
Linkei A Editora Novitas e levei o Banner comigo!

Um beijo! Obrigada novamente!